Assistência 24h: 0800-073-5939
73 98833-3831
73 3525-3239

5 razões para você parar de fumar de vez

5 razões para você parar de fumar de vez

O tabaco é um dos maiores problemas de saúde pública no mundo. O consumo e o vício são epidêmicos, levando, segundo a OMS, cerca de 8 milhões de pessoas a óbito por conta das complicações geradas pelo tabagismo.

A nicotina, substância presente no cigarro, causa dependência, fazendo com que comportamentos emocionais se alterem e você sinta que só é capaz de sentir prazer se fumar.

A comunidade médica sugere que existem alguns fatores que influenciam no começo e na manutenção do vício no fumo; o círculo social, ter pais fumantes, ter baixa renda, ter tendências a problemas de saúde mental, a impulsividade e uso de álcool são alguns deles.

Mas nem tudo é má notícia, o vício em tabaco pode sim ser vencido. Fazer essa escolha é decidir por maior qualidade de vida, e a Pax Nacional preparou este artigo para tentar te convencer a deixar este vício de vez. Continue com a gente!

Quais são os efeitos negativos do tabaco

O tabagismo por si só já é considerado uma doença; é considerada um tipo de dependência gerada pela nicotina. Essa doença gera complicações, tanto na saúde física quanto na saúde mental.

As evidências científicas mostram que ao fumar tabaco você se expõe a mais de 4.000 toxinas, dentre as quais 60 são cancerígenas.

O hábito do fumo está relacionado a diversas doenças cardiovasculares, cânceres, doenças respiratórias, infertilidade (em ambos os sexos), osteoporose, problemas de visão, degeneração muscular, queda na expectativa de vida, doenças odontológicas, entre outros.

Mas é importante destacar que os efeitos do tabaco não atingem somente o fumante, mas as pessoas em sua volta também. Todas as toxinas inspiradas no fumo, também são exaladas (em menor quantidade) na fumaça. A medicina chama isso de tabagismo passivo.

Todas as pessoas que convivem com um fumante estão vulneráveis e expostas à possibilidade de desenvolver todas as complicações mencionadas.

Por que parar de fumar?

Todos os dados e informações já mencionadas são motivos bons o suficiente para você decidir parar com o consumo do cigarro. Mas, se você ainda não se convenceu, nós listamos 5 razões para você finalmente decidir.

Você está queimando dinheiro

Você já parou para fazer as contas de quanto é gasto com cigarro no mês? Segundo o IPCA, tabagistas gastam mais com o fumo do que com batatas, por exemplo.

Uma boa tática criada por aplicativos para incentivar fumantes a deixar o vício, foi colocar diariamente na tela do celular do fumante o quanto ele estava economizando ao não comprar um maço de cigarro. No final do ano, em alguns casos, a economia chegou a até R$ 15.000,00. Incrível, não é mesmo?

Isso, é claro, contabilizando apenas o dinheiro gasto diretamente. Aquele dinheiro gasto solucionando as complicações geradas pelo fumo, nós podemos colocar na conta da saúde pública, que é quem vai pagar.

São diversos os males à saúde

Nós já te falamos das toxinas encontradas na nicotina e alguns dos males que elas causam. Mas nós achamos necessário repetir mais uma vez. Isso porque a quantidade de doenças relacionadas ao hábito do fumo é incontável.

Ser fumante é fazer parte do grupo de risco de praticamente todas as doenças que você possa imaginar. Talvez você já saiba, mas fica o alerta: o novo coronavírus é mais letal em fumantes.

É também um dos principais fatores do desenvolvimento de diversos cânceres, sendo uma das causas de 90% dos cânceres de pescoço, cabeça e principalmente de pulmão. Você pode também colocar na conta do tabaco os cânceres de boca, bexiga, rim, estômago, pâncreas, esôfago, casos de leucemia mieloide aguda e até mesmo o câncer de mama.

O fumo também aumenta as chances de desenvolvimento de doenças pulmonares, cardiovasculares, neurológicas e de visão.

O cigarro é poluente

Seja a partir da fumaça que polui o ar, ou das bitucas deixadas nas ruas e nas praias, o cigarro causa danos terríveis à natureza.

Essas bitucas já foram encontradas no estômago de diversos animais marinhos e pássaros, sendo uma das grandes causas de morte destes animais, por intoxicação ou sufocamento.

Além disso, a plantação do fumo por si só já é devastadora, deixando marcas na biodiversidade e na saúde daqueles que trabalham na plantação e, até mesmo, daqueles que moram perto das plantações.

O cigarro te deixa com mau hálito

Todo mundo sabe como é chata a situação em que temos que conversar com pessoas com mau hálito. Logo, prefira não ser esta pessoa.

Se você fuma, é quase certo: a sua boca tem o mesmo cheiro de um cinzeiro. As toxinas do cigarro ficam nos dentes e na mucosa bucal, formando bactérias e inflamações na gengiva que causam o mau hálito.

Existem chances altíssimas dos dentes caírem, e é claro do desenvolvimento de doenças muito mais perigosas (por exemplo, o câncer de boca).

Afeta a sexualidade de ambos os sexos

Sabendo o quanto isso é importante para os homens e as mulheres, as carteiras de cigarro já anunciam, a mando do Ministério da Saúde: fumar causa impotência sexual.

Então isso você já deve saber, só que o problema não para por aí. O fumo reduz a libido, afetando inclusive os fumantes passivos.

Além disso, o tabaco causa alterações hormonais, podendo antecipar a menopausa e causar infertilidade nas mulheres. Assim como nos homens, que também podem ter alterações hormonais e menor produção e mobilidade de espermatozoides.

Como parar de fumar

Algumas pessoas conseguem largar o cigarro de forma espontânea, mas se você não é uma dessas pessoas, não se preocupe, existem outras maneiras. O ideal é buscar ajuda profissional especializada.

Existem programas de ajuda ao tabagista, onde você diminui gradualmente e com metas o consumo. Esses programas são indicados porque, assim como todo vício, você pode sofrer com a abstinência.

Dores de cabeça, tonturas, irritabilidade, agressividade, alterações do sono, dificuldade para se concentrar, tosse e indisposição são alguns dos efeitos da abstinência. Por isso, pode ser difícil passar por isso sozinho.

Ainda, peça a ajuda de familiares e amigos. Eles podem te ajudar a criar mecanismo para enfrentar a tensão e a ansiedade causadas pela abstinência. Uma dica é fazer exercícios físicos, já que durante as atividades, o corpo produz e libera mais serotonina e endorfina, hormônios que ajudam a regular e reduzir o estresse e a ansiedade.

A gente sabe que parar com um vício nunca é fácil e requer muita determinação. Mas se você chegou até aqui, é porque você tem ao menos interesse. A Pax Nacional tem muitas outras dicas para te ajudar a atingir uma vida mais saudável, confira aqui no nosso blog.

Gostou do conteúdo? Não deixe de nos dar o seu feedback. O nosso blog está repleto de conteúdos como este, sobre saúde, assistência familiar, bem-estar, qualidade de vida e muito mais. Continue nos acompanhando e assine nossa newsletter para receber as novidades em primeira mão!

Cadastre-se para receber novidades

Pax Nacional

Atendimento

Assistência 24h: 0800-073-5939

73 98833-3831

73 3525-3239

falecom@grupopaxnacional.com.br