Assistência 24h: 0800-073-5939
73 98833-3831
73 3525-3239

Flurona: a infecção simultânea por Influenza e Covid-19

Flurona: a infecção simultânea por Influenza e Covid-19

O ano de 2022 começou com um cenário estranho. Nas redes sociais muito se falou sobre a possibilidade de contrair Covid-19 e influenza ao mesmo tempo, gerando o termo “flurona”. Ou seja, “flu” de influenza e “rona” de coronavírus.

Esta situação não é rara e nem uma novidade para os pesquisadores, principalmente porque ambos os vírus são de alta transmissão e são responsáveis por surtos Brasil afora.

Os sintomas, que já eram muito semelhantes, se misturam e podem ser facilmente confundidos. Mas pegar “flurona” não é necessariamente mais grave do que a infecção simples por qualquer um dos vírus.

Continue lendo e entenda o porquê!

O que se sabe sobre a “flurona”

Apesar de ter sido muito comentada durante os primeiros dias de Janeiro de 2022, a possibilidade de contrair uma infecção simultânea não é nenhuma novidade e casos já haviam sido registrados em 2020, no início da pandemia.

O aumento de casos de dupla infecção está atrelado ao relaxamento das vacinas contra a gripe durante o mesmo período do surgimento de uma nova variante do coronavírus, a Ômicron.

Com a atenção voltada para as vacinas contra a Covid, muitos se esqueceram da necessidade de se vacinar anualmente contra a gripe. E com uma pequena trégua da pandemia conquistada com as vacinas, muitas pessoas relaxaram as medidas de prevenção, abrindo espaço para a criação de novas cepas do vírus.

Apesar dos surtos que acontecem pelo país, não há nada que indique que a dupla infecção torne os sintomas mais intensos e os vírus mais fortes. Isso porque os vírus da gripe e o que provoca a covid-19 não compartilham informações. Em outras palavras, não há muita interação entre eles.

Sintomas de “flurona”

Os sintomas da “flurona” é, justamente, uma mistura dos sintomas da influenza, h1n1, e Covid-19. São sintomas que atingem, principalmente, as vias aéreas e causam mal-estar geral.

Veja a seguir:

  • Febre;
  • Tosse;
  • Falta de ar;
  • Coriza;
  • Espirros;
  • Dor muscular;
  • Dor de cabeça;
  • Dificuldade para engolir;
  • Respiração curta.

Se você apresentar estes sintomas, é importante fazer exames para saber qual o tipo de infecção. Seja qual for o resultado, é fundamental tomar os devidos cuidados para evitar a transmissão do vírus para outras pessoas. Fique em isolamento por pelo menos 7 dias e, caso entre em contato com outros indivíduos, mantenha um distanciamento considerável e esteja sempre de máscara.

Veja também como diferenciar os sintomas da dengue, zika e chikungunya.

O que fazer em caso de suspeita?

Se você desconfia que esteja com “flurona” é recomendável que você marque uma consulta médica para fazer a avaliação do caso. A menos que os sintomas sejam graves, não é recomendado buscar atendimento emergencial.

Você pode fazer exames para confirmar o diagnóstico e identificar o vírus da infecção, mas, como mencionamos anteriormente, independente de qual seja o resultado, as medidas são as mesmas: isolamento, repouso, alimentação leve e bastante líquidos.

Se os sintomas estiverem muito desconfortáveis, pode ser também recomendado o uso de medicamentos analgésicos para o alívio ou medicamentos mais específicos, incluindo antivirais.

Dito isso, é sempre bom lembrar que não se deve fazer uso de medicamentos sem a recomendação e orientação médica.

Apesar de não haver motivos para maiores preocupações, para que a gente possa vencer este momento com mais tranquilidade, o ideal é sempre evitar novas infecções.

Para isso, você deve manter o uso de máscaras faciais, higienizar e lavar as mãos regularmente e evitar ambientes com maior concentração de pessoas e pouca circulação de ar.

As vacinas contra a Covid-19 e contra a gripe estão disponíveis, gratuitamente, nos postos de saúde de todo o Brasil. Se você ainda não se vacinou, está na hora de se vacinar!

Quer saber mais sobre assistência funerária? Não deixe de ler os outros conteúdos disponíveis aqui no nosso blog e assinar a nossa newsletter. Caso tenha alguma dúvida, nos mande um feedback ou entre em contato com a gente.

Cadastre-se para receber novidades

Pax Nacional

Atendimento

Assistência 24h: 0800-073-5939

73 98833-3831

73 3525-3239

falecom@grupopaxnacional.com.br